Pet Virtual

31 mar Comentários

Aprenda a lidar com a Síndrome de Ansiedade de Separação

Foto: Reprodução

Se seu cachorro urina e defeca por toda a casa, late incansavelmente e destrói seus objetos pessoais quando fica sozinho, pode ser um mau sinal. Talvez estas estripulias indiquem que ele sofre com a Síndrome de Ansiedade de Separação em Animais (Sasa).

Um estudo publicado pela Universidade Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) mostrou que mais da metade do público canino sofre com este distúrbio, que é marcado por comportamentos inadequados, principalmente quando o dono se ausenta. Latidos, choros e uivos incessantes são as manifestações mais freqüentes.

Lembre-se que é muito importante que você dê atenção, brinque e/ou passeie diariamente com seu Pet. Interagir constantemente com seu cão pode reduzir o risco de ele apresentar a síndrome.

Confira abaixo algumas atitudes que ajudam a evitar o problema:

- Eduque seu Pet! Ensine-o desde pequeno a ser sociável com as pessoas que freqüentam o ambiente e estimule-o a ficar sozinho por períodos prolongados para que ele se torne mais independente;

- Quando for entrar ou sair de casa tenha atitudes naturais – não tente consolá-lo porque você está deixando ele sozinho. Caso o cachorro não pare de latir e pular, não dê atenção, caso contrário você vai acabar estimulando comportamentos errados;

- Caso seu cão já tenha manifestado algum dos comportamentos acima, a melhor maneira de resolver o problema é levá-lo a um especialista. Ansiolíticos de uso veterinário podem ser indicados no tratamento.


Nenhum comentário em “Aprenda a lidar com a Síndrome de Ansiedade de Separação”

Comente