Pet Virtual

17 mar 2 Comentários(s)

Cuidados com a dentição dos gatos

Foto (Reprodução)

Os dentes de leite dos gatos começam a nascer quando o felino está com duas semanas de vida. A partir do 30º dia, a dentição do gato já está quase completa e pronta para receber os dentes permanentes.

Quando começa a troca do primeiro dente, surge o primeiro pré-molar superior, que irrompe por volta dos cinco meses de idade. O interessante deste dado é que ele pode servir para calcular a idade de um filhote, quando não se sabe a data de seu nascimento.

Para evitar que seu bichinho sofra com problemas dentários, é preciso que seus dentes sejam escovados semanalmente. Não será uma tarefa fácil, mas vale a pena! Para facilitar o processo, a dica é contê-lo usando um colar feito com uma toalha de rosto molhada.

Utilize escova de dente com a cabeça bem pequena e uma pasta de dente especial para ele. E lembre-se de escovar os dentes de seu gato uma vez por semana. Assim, você conseguirá evitar problemas como placa bacteriana, que causa extrema irritação das gengivas bem como cáries e mau hálito.

Confira alguns produtos que podem ajudar na higienização do seu gato: http://migre.me/43XYM



2 Comentários em “Cuidados com a dentição dos gatos”

Angela Santos 05-12-2011 - 11:26

Bom dia,

gostaria de saber se é normal gato trocar a dentição????

grata

Responder comentário
admin 05-12-2011 - 15:15

Tal como acontece nos humanos, os gatinhos nascem sem dentes. Apresentam apenas uma gengiva rosadinha e tenra, de modo a poderem mamar sem ferir as maminhas das mães. Se isto acontecesse, as feridas poderiam impedir que os gatinhos mamassem, o que levaria à sua morte por subnutrição. Também como nos humanos, os gatos apresentam duas dentições: a de leite e a definitiva.

A dentição de leite (também denominada de láctea ou decidual) começa a nascer quando os gatinhos têm cerca de duas semanas de idade, mas cada gatinho tem o seu ritmo de desenvolvimento. A partir desta altura, os gatinhos começam a deixar de mamar e passam a poder consumir alimentos sólidos, que devem ser introduzidos gradualmente. Ao fim do primeiro mês de vida, já quase todos os dentinhos irromperam e os últimos devem nascer até às 6 semanas de idade. São pequenos, mas bastante afiados e resistentes e devem totalizar 26 dentes: 12 pequenos incisivos (6 em baixo e 6 em cima), 4 caninos afiados (2 em baixo e 2 em cima) e 10 pré molares (4 em baixo e 6 em cima).

A dentição definitiva (ou adulta) começa a irromper por volta dos cinco meses de idade. É composta por 30 dentes, mais 4 molares (2 em baixo e 2 em cima) do que na dentição de leite.
A fase de transição deve ser acompanhada pelos donos dos bichanos, visto que pode acontecer que os dentes, especialmente os caninos, se sobreponham, o que pode originar inflamação das gengivas e dores.
Normalmente os donos não se apercebem desta transição, pois muitas vezes os animais engolem os dentes. No entanto, isto não lhes é prejudicial.

Responder comentário

Comente